"> Brasil é campeão da copa América de Beach Soccer. Tutoiense Datinha foi uma das estrelas do título. - Blog Neto Pimentel

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Brasil é campeão da copa América de Beach Soccer. Tutoiense Datinha foi uma das estrelas do título.

Tutoiense Datinha





                            Jogadores brasileiros comemoram a vitória da seleção Foto: Divulgação


SANTOS, São Paulo - Na primeira competição sob o comando do ex-craque Júnior Negão e no começo de uma temporada que pode levá-la à Copa do Mundo, no segundo semestre, no Taiti, a seleção brasileira de beach soccer deu motivos para se ficar otimista, ao conquistar o eneacampeonato da Copa América, com 4 a 2 sobre o México, neste domingo na arena montada na Praia do Gonzaga, em Santos.

Na preliminar, a Argentina derrotou os EUA por 3 a 1, assegurando o terceiro lugar na competição. No próximo fim de semana, também em Santos, terá início a Copa das Nações, reunindo, além de braisleiros e mexicanos, as equipes de Suíça e Holanda. O Brasil também ganhou este torneio, em 2007. Na final da Copa América, os gols brasileiros foram de Buru (dois), Benjamin e André, para o Brasil. Villalobos e Plata descontaram para os mexicanos.

- Voltou a alegria! O Brasil jogou como Brasil nessa Copa América, assumindo a responsabilidade de termos os melhores jogadores. Não podemos jogar com medo, temos que ir pra cima e decidir o jogo, com alegria e estilo. E foi isso que fizemos. Todos estão de parabéns, estamos felizes, a torcida compareceu, saiu feliz e isso dá orgulho. Era o que a gente queria - vibrou Negão.

Eleito o melhor jogador do torneio, Bueno, do Vasco, dividiu a honraria com os demais jogadores e com a comissão técnica.

- Fiquei parado um ano e meio por causa de uma lesão e voltei ano passado, fiquei longe da Seleção Brasileira mais de três anos e voltar assim, sendo campeão e eleito ‘Melhor Jogador’, não podia ser melhor. Fizemos um bom torneio, é início de trabalho, nosso objetivo é o Qualifier, a vaga na Copa do Mundo, e estamos no caminho certo. Mostramos bom futebol e vencemos, isso foi o mais importante - declarou o capitão Bueno.

Para o camisa 11 mexicano, Plata, um dos artilheiros da competição, ao lado de seu compatriota Villalobos, a Copa América e a Copa das Nações são dois bons estágios na preparação para as Eliminatórias da Concacaf, visando à Copa do Mundo.

- Agora temos um desafio mais duro, enfrentar seleções como Holanda e Suíça, além do Brasil, mas espero que esse tempo aqui em Santos nos fortaleça muito para as Eliminatórias. Foi bom terminar a Copa América como um dos artilheiros ao lado do Villalobos, essa é parte do nosso trabalho - comentou o camisa 11.

No primeiro tempo da final, o Brasil começou o jogo pressionando, bem ao seu estilo, com jogadas plásticas e vários ataques em direção à meta do goleiro mexicano Estrada. Depois, o México cresceu, adiantou a marcação e Plata obrigou Leandro Fanta, do Botafogo, a fazer a defesa, mostrando porque foi eleito o melhor goleiro da Copa. No segundo tempo, Datinha, jogador do Sampaio Correia, arrancou e tocou para Daniel na direita. O defensor do Flamengo cruzou rasteiro e André, atacante do Corinthians, chutou, de bico, no canto: 1 a 0, aos 5m30s. O Brasil ampliou aos 9m26s, quando o vascaíno Jorginho lançou Bruno Xavier, também do Vasco, pelo alto. Este tocou por cobertura na saída do goleiro e Buru, do Corinthians, chegou para completar: 2 a 0, aos 9m26s.

Logo no começo do terceiro tempo, o México diminuiu. Numa dividida dentro da área, o veterano Benjamin, do Flamengo, derrubou Plata, que cobverteu o pênalti. Brasil 2 a 1, aos 1m08s. Mas o próprio Benjamin foi à frente e depois de bela jogada invidual, foi derrubado na área, por Catti. O próprio camisa 10 bateu, fazendo 3 a 1, aos 1m38s. O México tornou a diminuir, por meio de Villalobos, aos 2m47s: 3 a 2. Mas, sem se abalar, a seleção brasileira fechou o placar. Bruno Xavier cobrou um lateral e Buru compleotu de cabeça: 4 a 2, aos 3m58s.

Campeã da Copa do Mundo da Fifa em 2006, 2007, 2008 e 2009, a seleção brasileira vai buscar o bicampeonato da Copa das Nações. Em feveeiro, vai á Argentina, para disputar as eliminatórias sul-americas. Serão nove equipes lutando por três vagas para a Copa do Mundo do Tahiti, de 18 a 28 de setembro, na cidade de Papeete. A atual campeã mundial é a Rússia.

fonte: Globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário