"> FLÁVIO DINO PARTICIPA DE MAIS DOIS GRANDES ENCONTROS: IMPERATRIZ E TIMON. - Blog Neto Pimentel

segunda-feira, 31 de março de 2014

FLÁVIO DINO PARTICIPA DE MAIS DOIS GRANDES ENCONTROS: IMPERATRIZ E TIMON.

PCdoB, PSB, PTC, PDT, SDD, PP, PROS, PPS, PSDB, PPL, PEN e PTB.




















Centenas de pessoas se reuniram no último sábado (29), na cidade de Timon, para acompanhar mais uma edição do projeto Diálogos pelo Maranhão. Dezenas de lideranças políticas, de sete legendas partidárias, se uniram para discutir propostas para melhorar o Maranhão. Eram vereadores, prefeitos, deputados estaduais, federais, o pré-candidato ao senado federal, Roberto Rocha e pré-candidato ao governo do estado, Flávio Dino.

Em discurso durante o evento, o líder da oposição na assembleia legislativa, Rubens Jr. (PCdoB), fez questão de ressaltar o estado de abandono em que se encontram as cidades administradas por adversários políticos da governadora Roseana Sarney, como é o caso de Timon, administrada pelo prefeito Luciano Leitoa (PSB). “É inadmissível que os maranhenses de Timon tenham que se humilhar nas filas de hospitais em Teresina para conseguir um tratamento, por que o hospital estadual da cidade não possui sequer uma Cibalena. Não podemos continuar achando natural que os Timonenses tenham que sair da cidade para conseguir qualificação profissional. Essas situações demonstram o descaso da governadora com os moradores do leste maranhense.” Destacou Rubens Jr.

Rubens Jr. chamou atenção da força da oposição na região leste maranhense. “Hoje posso afirmar sem medo de errar, que o leste do Maranhão representa toda a força e união da oposição maranhense. O carinho com que a população de Timon e adjacências recebeu todos nós, demonstrou que a região está cansada de ser esquecida e maltratada por esse governo que nada faz pela região.”

O candidato a senador Roberto Rocha lembrou do ex-governador Jackson Lago e da sua luta junto com as oposições do Maranhão. Para o atual vice-prefeito de São Luís, um dos fatores que pesou na cassação do ex-governador foi o fato dele não ter naquela época uma voz na sua defesa no senado da república e classificou a cassação de Jackson como um dos maiores golpes políticos da história recente do país.
Roberto Rocha finalizou pregando a unidade dos partidos de oposição na busca de um único propósito como forma ganhar as eleições.

Último a discursar, Flávio Dino foi objetivo. Agradeceu a presença de todos e lembrou que sozinho não alcançará a vitória. “Esse não é um desafio de uma pessoa só. Preciso de todos vocês na torcida, apoiando e que rezem por nós, pois esta é uma luta que se dará também no campo espiritual.”, conclamou o pré-candidato.

Alvo preferencial dos discursos da maioria no evento, o senador José Sarney também não escapou das críticas de Flávio. Ao final de sua fala, o comunista lembrou Dom Pedro II governou o Brasil por 49 anos e que neste ano, coincidentemente, o senador Sarney completará 49 anos que foi eleito governador do Maranhão. Disse que são 49 anos que o grupo Sarney está no poder e é chegada a hora do maranhense respirar novos ares, novas perspectivas de esperança e mudanças que favoreçam a população.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário