"> POLÍTICA EM TUTOIA: 1 ano para as convenções, "Muita água para rolar por baixo da ponte..." - Blog Neto Pimentel

terça-feira, 30 de junho de 2015

POLÍTICA EM TUTOIA: 1 ano para as convenções, "Muita água para rolar por baixo da ponte..."


Em um embate na câmara dos vereadores, o ex-presidente da Casa Alexandre Baquil, proferiu uma frase que talvez seja a mais indicada para definir o atual cenário político da cidade "Muita água vai rolar por baixo da ponte...".

Se compararmos o ano de 2011 com o de 2015, anos pré-eleitorais da política municipal, observamos que em 2011, a oposição já tinha um candidato em potencial, um nome de consenso pela maioria que era o senhor Chico Canavieira, diferente deste ano pré-eleitoral de 2015, que são vários os nomes pretensiosos a candidatura majoritária pela ala oposicionista.

Até no governo não existe um consenso, nem mesmo Diringa se manisfestou oficialmente, sendo perceptível agrado e desagrado com citação de nomes. A ala liderada por James Baquil, tendencia e demonstra preferência por Alexandre, e a ala mais ligada a primeira Dama, dá sinais de preferência por William, comenta-se até o nome da vereadora Maria do Carmo.

Logicamente, como disse o ex-governador de Minas Gerais, o saudoso Magalhães Pinto, "Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou." Logo, o que hoje é bom, amanhã poderá não ser mais. Mas, daqui a exatamente 1 ano, teremos as convenções para composição das chapas que irão disputar a prefeitura de Tutoia, e quem serão os candidatos? obviamente, só podemos afirmar que fulano ou beltrano é candidato após registro de candidatura, porém, podemos analisar alguns fatos, que dão certas indicações.

No governo, o nome escolhido por Diringa, deverá ser atendido por todos de seu grupo, nome este, que deverá ser o vereador Alexandre Baquil, caso não exista empecilhos até lá. Chico Canavieira, recentemente, deu sinais claros que não desistirá do objetivo de ser prefeito de sua terra, tendo nas mãos, a direção do PC do B, partido do Governador. Os seis vereadores de oposição, mesmo depois de consolidarem a presidência da casa legislativa, ainda não apontam para um nome que seja um consenso, já que, o atual presidente da câmara, vereador Antonio Chico demonstra vontade em ser candidato, Airton Paulo( irmão do vereador Elias) também e o vereador Binha.

Outros nomes surgem no cenário, como do Enfermeiro Romildo do Hospital, bem aceito por muitos, do empresário Wellington Matos, da presidente da Colônia de Pescadores Geisy Oliveira e do funcionário do INSS Abdon. 

São muitos os nomes, que podem dificultar principalmente para quem se opõe ao atual governo, vencê-lo em uma disputa eleitoral. Talvez, Maquiável tenha a explicação para tantos desejos e pretensiosos, na frase que diz: "Quanto mais próximo o homem estiver de um desejo, mais o deseja; e se não consegue realizá-lo, maior dor sente." Partindo daí, talvez tenhamos a explicação para muitos não quererem, pelo menos por enquanto, abster-se de vindouras candidaturas, pois só pode ser por "dor" pessoal, que alguns insistem em candidaturas que não vão emplacar no gosto popular.

Falando em popular, creio que o povo deverá ser consultado, e quem for apontado pela maioria, deveria ser o candidato, pois que decide é o povo, nunca foi e nem será em um regime democrático, dois ou três pautados em teorias filosóficas inconsistentes para o momento.

Não é difícil de prever, mas em eleição que não existe segundo turno, muitos candidatos, com a mesma característica de oposição, apenas favorecerão a vitória de quem está no poder. É preciso ouvi o povo, é necessário saber que a vontade popular é maior do que qualquer vontade familiar ou de poucos, e reconhecendo isto, é dá os primeiros passos para uma consistência política com reais possibilidades de vitória.

Pois, como bem disse Bezerra de Meneses "Separados uns dos outros serão pontos de vista." E um dos maiores empreendedores da história, Henry Ford deixou uma outra dica, que pode ser muito bem utilizada por quem almeja vencer. "Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso e trabalhar em conjunto é a vitória."


PUBLICIDADE



2 comentários:

  1. Tutóia terá pelo que se ver no atual cenário uma disputa plural.

    ResponderExcluir
  2. Sem contar que alguns se candidatam apenas para retirar votos de uma oposição "fatiada", mas na realidade não almejam o cargo de prefeito, basta o de Gestor Escolar que já está de bom tamanho! Se aqueles que se dizem oposicionistas realmente se unirem aos que sempre fizeram oposição a este atual governo...pode ter certeza a história de Tutóia poderá mudar...caso contrário a familia que é dona do poder atualmente( e quando digo dona é porque realmente mudaram sua cabeça e personalidade após tal fato), passará a não mais governar esta cidade mas sim REINA-LA com um poder hereditário, uma vez que apenas estarão passando a sucessão de Tios a sobrinhos, lá na frente de filho para pai, etc....

    ResponderExcluir