"> Campanha de vacinação contra gripe começa em 15 de abril no Maranhão - Blog Neto Pimentel

quinta-feira, 28 de março de 2019

Campanha de vacinação contra gripe começa em 15 de abril no Maranhão

A vacina deste ano protege contra três subtipos do vírus da gripe, incluindo o vírus tipo H1N1, H3N2 e B.


A campanha nacional de vacinação contra a Influenza de 2019 acontecerá no Maranhão no período de 15 de abril a 31 de maio, sendo o Dia D em 4 de maio. Para alcançar a meta de, pelo menos, 90% de cada um dos grupos, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) está fazendo a mobilização dos gestores e técnicos das Unidades Regionais de Saúde (URS) para repassar orientações e ressaltar a importância de atingir a população alvo.

A vacina deste ano protege contra três subtipos do vírus da gripe, incluindo o vírus tipo H1N1, H3N2 e B. Em 2018, o Maranhão conseguiu atingir 94,65% de cobertura do público prioritário, com a aplicação de 1.398.309 doses.

“Faremos dois encontros de mobilização com técnicos das regionais de saúde do estado e convidados. Um deles já acontece no dia 28 de março, no Praia Mar Hotel, quando passaremos orientações sobre a campanha. O outro será no dia 4 de abril. A SES está empenhada e dará todo suporte aos municípios, que têm a responsabilidade de fazer a vacinação”, informa Helena Almeida, chefe do Departamento de Doenças Imunopreveníveis da SES.

A vacinação contra a Influenza acontece anualmente e tem o objetivo de reduzir internações, complicações e mortes entre os grupos prioritários, escolhidos com base nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em todo o país, serão distribuídas 64 milhões de doses contra a gripe, dos quais 2.036.900 doses serão enviadas ao Maranhão em lotes, conforme cronograma do Ministério da Saúde (MS).

Campanha

A vacinação começará com o atendimento de gestantes e crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), no período de 15 a 19 de abril, que também poderão pôr em dia outras vacinas previstas nas cadernetas de saúde. Em relação a 2018, a faixa etária de vacinação das crianças foi ampliada em um ano.

A partir de 22 de abril, a vacinação contra influenza será ofertada aos demais grupos prioritários, que são as pessoas com 60 anos ou mais, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Como a transmissão da doença é potencializada pela aglomeração de pessoas ou pela proximidade das relações interpessoais, também são alvo da campanha adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

“É importante que os grupos prioritários busquem os postos para receber a dose, que é única. Ou seja, quem recebeu ano passado precisa receber novamente, porque o tipo [cepa] circulante muda de um ano para o outro, além disso, alguns vírus sofrem mutação, por isso a vacina é atualizada anualmente”, explica Helena Almeida.

Influenza

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

O período de incubação dos vírus Influenza varia entre um e quatro dias. Os sinais e sintomas da doença são muito variáveis, podendo ocorrer início súbito de febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, mal-estar, dor de garganta e coriza.


Fonte: Central de Notícias 


Nenhum comentário:

Postar um comentário